Utilizando o UX Design para atenuar impactos da pandemia de COVID-19 junto aos pequenos produtores rurais

Projeto desenvolvido em trio para a conclusão do Bootcamp em UX/UI Design da Estação Hack by Facebook

Imagem ilustrativa de algumas telas do Via Rural

O desafio:

Encontrar uma solução digital que resolva ou reduza os efeitos de alguma situação atípica decorrente da pandemia do COVID-19

Contexto do problema

Diversos eventos agropecuários anunciaram cancelamento com o aumento no número de casos do novo coronavírus nos últimos meses. Isso comprometeu uma das principais fontes de receita dos produtores rurais. Clique aqui e leia a matéria na íntegra.

“Sem a ocorrência desses eventos, as empresas precisam buscar a comercialização alternativa. Seja através do sistema digital ou por tele-entrega diretamente ao consumidor” disse Carlos Joel da Silva, Presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAG-RS)

Design Sprint

O projeto foi desenvolvido através da metodologia Design Sprint, orientado pelo processo Double Diamond e suas respectivas etapas: Discovery, Define, Develop, e Prototype.

Esquematização de etapas correspondentes ao Double Diamond no Miro

1° Discovery

A etapa de Discovery compreende o estudo e o levantamento de dados, primordiais para que que o planejamento do produto seja feito de maneira direcionada e estratégica, minimizando as incertezas em torno da solução encontrada. Ao realizar o Desk Research, nós identificamos que o Serviço Brasileiro de Apoio à Pequenas e Médias Empresas (SEBRAE) realizou uma pesquisa sobre o perfil do produtor rural brasileiro, um material essencial para entendermos um dos possíveis usuários do nosso produto.

Para auxiliar o processo, fizemos o uso de algumas ferramentas de desenvolvimento de projetos. A Matriz CSD, por exemplo, é estratégica e serve como apoio para levantar e alinhar as Certezas, Suposições e Dúvidas. Cada integrante da equipe inseriu seus questionamentos após analisar o que foi encontrado no Desk Research e a matriz foi consolidada ao longo da etapa de Discovery.

Matriz CSD feita no MIRO

A etapa seguinte foi composta pelas Pesquisas Quantitativa e Qualitativa através do Google Forms e Zoom. Através delas, levantamos alguns resultados relevantes para o nosso projeto:

  • 72% dos entrevistados trabalhavam com venda direta de produtos;
  • 100% utilizava o Whatsapp como ferramenta de vendas;
  • 72% já utilizava alguma ferramenta ou sistema para gerenciar o prórpio negócio;
  • 38% relatou ter problemas de logística em relação à entrega de seus produtos;
  • 70% dos consumidores comprariam produtos rurais através de um delivery online;

Após balizar estes resultados e constatar que a demanda do projeto era real, fomos para o Benchmarking, selecionando 03 possíveis concorrentes para analisar sua usabilidade, adesão pelo público, efetividade e pontos de atenção.

Benchmarking e Análise Simples dos Concorrentes feita no MIRO

2° Define

Fizemos um painel com os nossos principais insights sobre a solução, definindo cinco temas que norteariam o produto: E-COMMERCE, LOGÍSTICA, DESEMPENHO, CONSUMO e DELIVERY.

Na sequência, criamos as proto personas, representando personagens fictícios que poderiam utilizar a solução:

3° Develop

Para começar a visualizar a solução que já começava a se desenhar em nossas mentes, utilizamos uma técnica rápida e visual, muito utilizada em Design Sprints: o Crazy 8s. De início, parecia impossível conceber alguma ideia válida através deste processo: desenhamos 8 ideias em 8 minutos, tudo o que veio a mente relacionado ao contexto do projeto.

Apesar de parecer apenas mais um exercício de desenho para estimular o cérebro, foi através desse processo que tivemos muitas ideias funcionais para o nosso produto, sendo elas:

  • A criação de uma plataforma de compra e venda de produtos de pequenos produtores rurais
  • Promover boa logística de distribuição
  • Acompanhamento de pedidos
  • Estatísticas de vendas
  • Oferta de cestas de produtos rurais
  • Pontos de retirada separados por região ou código postal
  • Entrega direta

Então, definimos um user flow inicial para os dois atores: o consumidor e o produtor, mapeando os possíveis erros e problemas que poderiam ser encontrados ao realizar o fluxo das jornadas básicas do app.

Possíveis problemas encontrados no user flow

4° Prototype

Utilizamos o Miro para esboçar os primeiros wireframes em baixa fidelidade do Via Rural. Após a validação, partimos para a criação dos wireframes em alta fidelidade no Figma.

Wireframes em baixa fidelidade esboçados no MIRO
Wireframes em alta fidelidade desenvolvidos no FIGMA
Guia de estilos simplificado do app Via Rural

REALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

Este projeto foi realizado em trio por Mariana Proença, Fedra Portela e Amanda Magalhães para o Bootcamp UI/UX Design Basics Experience & Prototype no Cel.Lep em parceria com o Facebook.

Mariana Proença Alves
maaproalves@gmail.com

LinkedIn: Clique aqui

UX Designer | User Experience